Microagulhamento

O microagulhamento é um tratamento estético que serve para remover cicatrizes de acne, disfarçar manchas, outras cicatrizes, rugas ou linhas de expressão da pele, através de uma estimulação natural feita com micro-agulhas que penetram na derme favorecendo a formação de novas fibras de colágeno, que dão firmeza e sustentação à pele.

img032-400x217.jpg

Para que serve o Microagulhamento

O tratamento estético com Dermaroller, que estimula a produção natural de colágeno e pode ser indicado para:

  • Eliminar completamente as cicatrizes causadas pela acne ou por pequenas feridas;

  • Diminuir os poros dilatados da face;

  • Combater as rugas e promover o rejuvenescimento da pele;

  • Disfarçar rugas e as linhas de expressão, especialmente aquelas em redor dos olhos, na glabela e sulco nasogeniano; 

  • Clarear manchas na pele;

O que é Microagulhamento

O Microagulhamento, popularmente conhecido pelas famosas como Dermaroller ® ou Peeling do Vampiro, é um tratamento estético baseado na utilização de microagulhas acopladas a um rolo, que deslizam sobre a pele em determinados sentidos e com repetições sequenciais.

Para que serve o Microagulhamento

O microagulhamento  é indicado para homens e mulheres que desejam um rejuvenescimento da pele, promovendo a melhora das rugas, da flacidez, das cicatrizes de acne e a das estrias. Além disso, o procedimento também é indicado para alguns casos de queda capilar, cicatrizes hipertróficas e queimaduras.

Benefícios do Microagulhamento

Por ser utilizado um gel anestésico antes do procedimento, o microagulhamento é considerado indolor pela maioria dos clientes. Dentre os principais benefícios, além dos já citados, estão a aceleração da produção de colágeno e a melhora da textura e firmeza da pele.

Famosas como a atriz Angelina Jolie, Kim Kardashian, Luciana Gimenes e Mirella Santos já aderiram ao procedimento e garantiram sua eficiência.

Contraindicações para o Microagulhamento

O microagulhamento não é indicado para grávidas, diabéticos, distúrbio hemorrágico ou doenças severas de pele, como câncer, rosácea e herpes ativa. O procedimento também não é indicado para pessoas que utilizaram roacutan em um tempo inferior a 6 meses.